Os artesãos que fizeram os restauros

Este projeto de recuperação do imóvel é fruto da cooperação estreita de um conjunto de pessoas com formação muito diversa que, para além dos próprios donos dos apartamentos, abrange as áreas da arquitetura, da engenharia, da construção civil, da carpintaria, do ferro forjado, do acrílico, do design de interiores (em particular de cozinhas), e da decoração, pois só assim poderia tornar-se realidade. A todos, pois, o NOSSO MUITO OBRIGADO.

    os artesãos

    Armando Pires

    Armando Pires

    Armando Pires

    Armando PiresNasci a 24 de dezembro de 1962, na Baixa da Banheira, o segundo filho de três irmãos resultado do casamento dos meus pais.

    A estadia neste local dura pouco, uma vez que aos cinco anos de idade o relacionamento dos meus pais terminou e como é comum, as crianças ficam com a mãe, marcando assim o início de muitas mudanças. Sem ter muita memória desta altura, dou por mim já em Setúbal, a frequentar a Escola do Bairro Santos Nicolau, zona onde passámos a habitar, mas sei que foi por pouco tempo, a minha base nos estudos. No meu meio não existia o princípio fundamental de que a escola é um bem essencial à formação e à criação de um indivíduo, como um todo, deste modo fiquei pela metade…

    Naquele Verão, fomos visitar o meu pai, que se mudara para o Algarve e sem hipótese de escolha, pois eu e os meus irmãos, não tínhamos maturidade mental para escolher, a visita tornou-se permanente. Ficámos então a viver ali, sem a presença de uma mãe, apenas um pai rude, mas mal sabia eu que aquela terra passaria a ser tão minha, que as minhas melhores, e piores, memórias seriam daquele sempre eterno Algarve. Não o turístico, uma vez que fiquei na parte interior sem saber o que era o mar, as praias e a agitação que lá atrai a maior parte das pessoas.

    Fiquei em Tunes, concelho de Silves, terra de sol, de campo e de calma. O que ocupava a população era a agricultura e a economia local baseava-se em pequenas fabricas de tijolo. A atração local centrava-se na linha férrea com ligação a Lisboa e Vila Real. Fascinava-me essa movimentação entre máquinas e pessoas, mantendo até hoje a paixão por comboios.

    A terra e a lavoura tinham-se tornado a minha escola e a atividade do meu pai, ligada sempre à construção, tornando-se no meu primeiro contacto com o mundo do trabalho. Ele foi primeiro estucador, mas um acidente de trabalho deixou-o cego de um olho e não pode mais exercer esta função, uma vez que os materiais eram bastante prejudiciais à sua saúde. Enveredou assim por outras áreas da construção, a típica Algarvia, com os seus telhados e chaminés estilo árabe.

    Acompanhei-o até aos meus 14 anos a prestar-lhe serventia e desta parceria surgiu mais um fascínio, as técnicas do trabalho manual e artístico, da construção, bem como os seus resultados finais.

    Aos 16 anos, a relação com o meu pai era agridoce; agora como homem compreendo, e aceito, que foi feito o melhor possível, a família aumentava e os irmãos tinham aumentado para 7, com uma madrasta pouco afetuosa e condições precárias, o meu pai refugiava-se no álcool e eu era o responsável pelas crianças que enchiam a casa. No entanto, para o jovem que eu era na altura, não podia aceitar isso e já sendo homenzinho suficiente para decidir e mudar a minha própria realidade voltei para Setúbal para perto da minha mãe.

    Não foi uma decisão fácil, passei a lidar com os desafios de uma nova vida e de um sítio que nada me dizia, e trazia comigo a responsabilidade de querer continuar na área da construção, desejando aperfeiçoar-me como mestre de obras e ser o melhor possível.

    E assim o fiz, aos 28 anos iniciei actividade por conta própria na melhor profissão do mundo!

    Permito-me contactar com pessoas de todas as áreas, níveis, culturas e formações. Aprendo com cada uma delas aquilo que não pude aprender e de outra maneira vim adquirindo a chamada sabedoria da vida e humildemente agradeço o caminho imperfeito que percorri, pois tornou-me o artesão que sou hoje.

    Agora com 56 anos, sou casado há 35 e sou pai de duas filhas, avô de dois netos, continuo a querer estar nesta área e de tornar impossíveis em possíveis as ideias e sonhos das pessoas que me pedem auxílio.

    Esta é a minha história e o meu percurso de vida até ao dia de hoje.

    De certa forma a minha carreira, a minha arte, o meu dom está misturado com a pessoa que sempre fui, desde muito cedo.

    “A elegância é a arte de não se fazer notar, misturada com o cuidado subtil de se deixar distinguir.”
    (Paul Valéry)

    Contacto de Armando Pires
    Email: manuelaantaopires@gmail.com

    Armindo Fragoso

    Armindo Fragoso

    Armindo Fragoso

    Armindo FragosoArmindo Manuel do Rosário Fragoso, 59 anos, casado, 3 filhos, é professor do Ensino Básico desde 1980. Depois de iniciar a sua carreira na Educação Básica de Adultos, foi convidado para integrar o projeto, pioneiro em Portugal, da educação e integração de crianças e adolescentes com Necessidades Educativas Especiais no Ensino Regular. Depois de diversas formações promovidas pelo ME, especializou-se em Problemas de Motricidade, na ESE de Lisboa, desenvolvendo a sua carreira nesta difícil e envolvente área da educação, em apoio direto a alunos e na criação de condições físicas, técnicas e sociais para o desenvolvimento dos currículos específicos destes educandos, nas escolas regulares.

    Ao longo da sua formação académica sempre colaborou, em períodos de férias letivas e outros, na atividade do pai, ferreiro de profissão. Este trabalho, nem sempre voluntário, foi decisivo na sua formação extracurricular e na perceção da importância desta profissão no meio comunitário.

    Com o aproximar da aposentação do pai, decidiu não deixar acabar a tradição do fabrico artesanal de peças em ferro forjado e, conciliando a sua atividade docente com os trabalhos no ferro, promoveu formação de aprendizes, divulgou a arte em feiras como a FIA (Feira Internacional de Artesanato, em Lisboa) e a OVIBEJA e passou a comercializar a sua produção para todo o país, com especial enfoque nas tradicionais camas em ferro e mobiliário como mesas e cadeiras. Por medida faz também portas e portões para casas e quintas, gradeamentos e peças decorativas e utilitárias.

    Interessa-se pela antropologia cultural, em todas as suas manifestações, possuindo uma apreciável coleção de artefactos antigos, sendo a oficina um local de interesse público frequentemente visitada por turistas, recomendados pela Câmara Municipal e entidades do Turismo Local e Regional.

    Para apreciar os nosso trabalhos visite o site www.camasdeferro.net ou contacte-nos pelo mail ferroforjado@gmail.com ou telfs 969 090 764 e 967 292 104 ou a Loja na Rua Capitão Mouzinho, nº 62, 7900-596 Ferreira do Alentejo

    Contacto de Armindo Fragoso
    Email: ferroforjado@gmail.com

    Giorgia Belfi

    Giorgia G. Belfi

    Giorgia Grippo Belfi

    Giorgia Grippo Belfi

    Giorgia Grippo Belfi é pintora decoradora de nacionalidade italiana que aposta na criatividade e na decoração decorativa, através da pintura/restauro em paredes e superfícies que possam ser ajustadas em pintura. É muito versátil, pode restaurar uma pintura de mural antiga, assim como realizar uma pintura decorativa em estilo moderno, adapta-se às exigências e ao gosto do cliente.

    Nasceu em Treviso, no norte de Itália. Estudou em Veneza, na Academia de Belas Artes, no ramo de cenografia e mais tarde começou a colaborar com empresas italianas especializadas em restauro. Está em Lisboa desde 2010, viajando muito nos primeiros anos entre Itália e França. Antes de se instalar em Lisboa, morou em Nice, França, durante seis anos.

    Em Lisboa trabalha por conta própria, para clientes particulares, portugueses ou estrangeiros, e colabora também com as empresas “Insitu” e “Junqueira 220”, sendo que para projetos pede a colaboração de amigos colegas de equipa.

    Em Lisboa, tem também um atelier em coworking com outras artistas portuguesas onde se dedica à pintura (sobre telas, móveis e madeiras) e ilustração.

    Página artística facebook https://www.facebook.com/giorgiaGBpintura/
    Contactos:
    E-mail: giorgiaggb@gmail.com 
    Tlm.: 912 165 588

    Contacto de Giorgia Grippo Belfi
    Email: giorgiaggb@gmail.com

    Gonçalves Luís

    Luís Gonçalves

    Luís Gonçalves

    Gonçalves LuísA minha família tem as suas raízes na Galiza.

    Segundo a minha Avó os primeiros membros desta família eram comerciantes oriundos da Galiza que se estabeleceram na Sesmaria existente, no lugar de Lagoa da Palha/Venda do Alcaide, esta pequena parcela deste país que se chama Portugal.

    Venda do Alcaide era uma área rural, onde predominava a agricultura complementada com a criação de animais para consumo próprio. O excedente era vendido nos mercados, para comprarem artigos necessários para a agricultura ou alimentação. Para se abrigarem construíram casas de adobe. A madeira era essencial e largamente usada em portas, janelas, telhados, mobiliário, cercas e abrigos para animais.

    Na minha geração era um hábito enraizado ensinar desde tenra idade as artes de trabalhar a terra, conservar a casa, os móveis, os abrigos dos animais (esta participação da criança nas atividades dos adultos tinha o efeito de ensinar valores e preparar o jovem para assumir responsabilidades. Pitágoras disse certa vez: “Observa o teu culto à família e cumpre teus deveres para com teu pai, tua mãe e todos os teus parentes. Educa as crianças e não precisarás castigar os homens.”

    Desculpem, fico empolgado a falar das minhas raízes e dos seus valores que esqueci de me apresentar

    Meu nome é Gonçalves ou Luís se preferirem, nasci a 27 de Setembro de 1954 na localidade de Venda do Alcaide, permitam que fale um pouco da minha vida, e do efeito da educação da família nas minhas decisões.

    Aos 12 anos terminei a Escola e cheguei a uma encruzilhada, foi preciso decidir o caminho a tomar. A forma hábil dos meus tios trabalharem as madeiras marcou-me muito, mas como seguir um ofício nesta área? Nesta pequena localidade era impossível! Rumei a Lisboa como muitos jovens da minha geração. Embora procurasse não foi possível entrar como aprendiz para a área das madeiras. Apareceram outras profissões e outros desafios. No entanto, nada apagou o meu apego pelo trabalho na área da madeira.

    Na minha educação sempre observei a determinação da família em superar dificuldades mesmo em condições adversas, este exemplo, fortaleceu a minha determinação de um dia seguir este meu sonho.

    Esperei longos anos e em vez de lamentar aprendi nos livros a arte de trabalhar a madeira.

    Por fim o sonho tornou-se realidade, concretizando este sonho com um homem notável a que chamarei Alberto. Durante dois anos dediquei boa parte do meu tempo a assimilar conhecimento na arte de trabalhar a madeira, aprendi como folhear a folha de ouro, executar pedras nobres em pintura, restauro de móveis, e a criar móveis com linhas modernas, mas mantendo traços antigos. Não esqueço o Marques, guardo com carinho algumas das suas ferramentas que me foram oferecidas por ele e também o ensino de um homem que sempre trabalhou a madeira. Resulta de todo este ensino a capacidade de avaliar as madeiras antigas e a forma de as recuperar, perpetuando desta forma o património que é de todos nós.

    Contacto de Gonçalves Luís
    Email: gomarat@hotmail.com

    Empresa Pau Brasil

    Empresa Pau Brasil

    Empresa Pau Brasil

    Empresa Pau Brasil

    A Empresa Pau Brasil, by Carlos Baía, lda, foi fundada em 2005, pelos sócios Carlos Manuel Baía Ferreira e Cristina Cardoso Ferreira.

    Após estudo do mercado do Distrito de Setúbal, constatou-se que havia espaço para a criação da Pau Brasil, by Carlos Baía, lda. Sendo uma Empresa que comercializa Cozinhas, Banhos, Roupeiros, Portas, Soalho e outros complementos, todos ligados à Carpintaria e Decoração.

    O ADN da Pau Brasil, by Carlos Baía, lda está na forte ligação ao Cliente, privilegiando a qualidade dos produtos e do serviço prestado e o apoio em continuo no desenvolvimento do projeto.
    A vasta experiência comercial da Cristina Cardoso Ferreira com a experiência Industrial em Carpintarias de Carlos Baía Ferreira, resulta numa Empresa de âmbito Familiar que privilegia o contacto direto com os seus Clientes estabelecendo uma relação de proximidade características das empresas de âmbito familiar, que vê em cada cliente um parceiro de negócio e não como ocorre nos grandes espaços, despersonalizados mais uma forma de alcançar objetivos de vendas para ranking.

    A confirmar esta nossa vocação para a proximidade tivemos o privilégio, e enorme prazer de colaborar no nascimento de um projeto na nossa cidade, projeto esse “ Carmo´s Residence-Art Apartments “, sonho realizado dos Drs. Ana Paula Mendes e José M.D. Poças.

    A nossa cidade “ Cidade do Rio Azul “ margem Norte, ficou mais charmosa e seguramente quem nos visitar vai ficar apaixonado/a e será mensageiro de que existe em Portugal pessoas e locais que valerá a pena conhecer e descobrir.

    Bem hajam e muito sucesso.

    PauBrasil, by Carlos Baía, Lda.
    Rua S. João de Deus, lt.131B
    2910-059 Setúbal (Cidade do Rio Azul)
    Tel: 265 182 837
    Email: pau-brasil1@hotmail.com
    Facebook: https://www.facebook.com/www.paubrasil.pt/ 

    Contacto da Empresa Pau Brasil
    Email: pau-brasil1@hotmail.com

    Fernando Manuel Ferreira Magalhães

    Fernando M. F. Magalhães

    Fernando Manuel Ferreira Magalhães

    Fernando Manuel Ferreira Magalhães

    Fernando Manuel Ferreira Magalhães natural de Barreiro, nascido em 1957/02/21 frequentou o ensino secundário no EDM e Liceu do Barreiro

    Iniciou a atividade profissional nas empresas Mompor, Equimetal, Setenave e CP

    Licenciou-se em arquitectura pela Faculdade de Arquitectura de Lisboa em 1987;

    Exerce a atividade de arquiteto na CM Ferreira do Alentejo desde 1990

    Criou a empresa Margarida & Magalhães consultores estudos e projetos lda em 1994 na área de projetos da arquitetura, urbanismo e construção civil

    A partir de um projeto de turismo rural instalado na sua residência, cria empresa Casa Verde Turismo Rural Lda para gestão do projeto que teve início em 2003 com a instalação do primeiro turismo rural em Ferreira do Alentejo a Casa Verde Turismo de Habitação

    Exerce a atividade profissional em Ferreira do Alentejo como Arquiteto da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, gerente e arquiteto da empresa Margarida & Magalhães consultores estudos e projetos lda, sócio gerente da empresa Casa Verde Turismo Rural Lda, e consultor de diversas entidades públicas e privadas

    É presidente da Casa do Povo de Ferreira do Alentejo

    E tenta ser feliz

    MARGARIDA & MAGALHÃES Consultores Estudos e Projectos Lda.
    Praça Comendador Infante Passanha Nº 20 e 22
    7900-571 Ferreira do Alentejo
    fernando57magalha@mail.com
    margarida.magalhaes.projectos@gmail.com
    Tel./ Fax. 284739242
    Tlm. 965413825

    Contacto Fernando Manuel Ferreira Magalhães
    Email: fernando57magalha@mail.com

    Carmo's Residence - Art Apartments
    Carmo's Residence - Art Apartments
    Carmo's Residence - Art Apartments
    Carmo's Residence - Art Apartments
    Carmo's Residence - Art Apartments

    Morada:
    Rua Álvaro Castelões, 49 - 1º e 2º
    2900-215 Setúbal
    Telefone: 962 634 118
    E-mail: ipeixoto@ohmyguest.pt

    Google Translate

    Política de Privacidade